Na terra dos sonhos

(Imagem Google)

Na terra dos sonhos tudo é permitido. Viajamos num tempo e num espaço criados por nós. Inventamos alegrias e paixões. Uma vida de agradável ilusão, onde ninguém sofre. Aqui não há tristezas. Essas pertencem aos pesadelos de quem não sabe sonhar. Eu sonho, e nos meus sonhos sou livre. Um cavalo alado, sem freios e sem rédeas. Não tenho regras nem fronteiras. Não choro nem sofro, porque o sonho é espírito. As dores atacam a matéria mas o espírito não se deixa magoar.

Na terra dos sonhos percorro galáxias, saltitando entre planetas. Rodeio-me apenas de quem gosta de mim. Em Marte jogamos à bola, na Lua brincamos ao esconde-esconde. Não sentimos fome nem sede, nem frio, nem calor. Aquecem-nos os cometas, sacia-nos a porpurina das estrelas. Não existem doenças, ninguém sofre, somos todos imortais. Nunca partimos, não sentimos saudades. Vamos mudando de lugar, sempre de mãos dadas com aqueles a quem amamos. Apenas esses, porque os demais não contam.

Na terra dos sonhos não existem lágrimas. Foram todas substituídas por sorrisos. Aqui, ser criança é um privilégio, envelhecer é um prazer e ter saúde é um direito. Não há guerras, nem ódios. Também não há invejas. Os homens querem-se e respeitam-se. Os velhos rejuvenescem a partir dos 75, sem penas, nem rugas, nem achaques. Nunca se sentem sós. Aos 80 aprendem a andar de bicicleta, registam-se noFacebook, emparelham-se, namoram, fazem filhos que lhes ocupam os lares vazios, e vivem felizes para sempre.

Na terra dos sonhos não existem patrões nem funcionários, nem jornaleiros nem doutores. Aqui somos todos obreiros de um projecto Maior chamado vida, onde não há exploradores nem explorados. O pão e vinho é igual para todos, jorra das fontes, cresce do chão e todos se servem consoante as suas necessidades. Não existem condomínios privados ou bairros de lata. Vivemos todos debaixo de um tecto feito de sol, nuvens e luar, que a todos aquecem ou refrescam de igual modo. Nenhuma criança chora pelo que não pode ter, porque tem tudo o que precisa para sorrir.

Na terra dos sonhos cada um é dono de si e do seu destino. Cada um ama quem quer e ninguém o leva a mal. Não há órfãos, nem viúvos. Somos pai e mãe, esposos e filhos de todos nós, qual rebanho onde as funções se multiplicam e todos são amparados. Temos por lar um planeta que é de todos, que pare igual para todos. Temos por Deus uma força interior que nos conforta e nos inspira. Seja pela brisa matinal que refresca a uns, ou nos raios de sol dourados que aquecem outros. Um Deus que não tem nome, nem cor, nem rosto, nem forma, nem regras, nem consequências. Na terra dos sonhos ninguém está certo ou errado, estamos todos felizes...

Francisco Vieira

11 comentários:

  1. Muito bonito seu modo de sonhar!

    Um beijo com amizade,
    Patrícia

    ResponderEliminar
  2. Retrataste correctamente o teu sonho e o desejo de um mundo perfeito.
    Sonho também por esse dia e por um mundo mais justo, humano e perfeito.
    Quando acordamos e vemos as casa partidas e as lágrimas das crianças com fome. sem Deus e sem nome o sonho acabou antes de começar

    ResponderEliminar
  3. Bom dia Francisco

    Não penso que tenhas retratado o mundo perfeito, mas sim o paraíso, segundo as crenças universais numa vida para além da morte.
    O que me leva a pensar que tu, como tantos outros e talvez até eu, poderemos considerar a morte como um sono permanente onde os sonhos acontecem.

    ResponderEliminar
  4. Já quis viver pra sempre nesta terra, hoje não mais.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  5. O amigo Francisco não me arranja um lugarzinho nesse seu mundo?? é que aqui a malta anda muito necessitada! Mas agora, falando "serio" como dizia a "outra senhora", é sempre bom ver alguém sonhar dessa forma! É que, quando sonhamos e materializamos os nossos sonhos, por mais que seja só na escrita, fazemos também outros sonhar conosco! Bem haja caro amigo!

    ResponderEliminar
  6. Ola Francisco

    ouve la, mas afinal quem te deu ordem para viver na mesma terra de sonhos que eu vivo eheheheheh
    Fazes muito bem em sonhar, porque o sonho comanda a vida....so e pena quando temos que sair dos sonhos e encarar a realidade :-)

    Beijocas amigo

    ResponderEliminar
  7. Olá Francisco!

    É bom sonhar! Quando o não faço começo a ficar preocupado. Penso que será sinal de acomodação a esta vida. O que é muito mau! Prefiro acordar desiludido porque afinal tudo não passou de um sonho que não vivi, a viver sem sonho. Sonhar é recarregar baterias, é viver de forma extremosa os nossos anseios. Sonhar é um exteriorizar de desejos e sentimentos. Sonhar é viver intensamente! Viver no auge das emoções, é materializar anseios. Orgasmo cósmico da condição humana!

    Parabéns Francisco continuas a dar cartas em originalidade humana, em carácter e expressividade de escrita, embalando-nos e transportando aos mais distantes e recônditos redutos do nosso ser. À primazia da vida!

    Abraço

    ResponderEliminar
  8. pois é Francisco :) sonhar é mesmo isso .... e quando sonhamos acordados geralmente caímos de joelhos !!

    bj
    espero-te por lá
    para o resto da história

    teresa

    ResponderEliminar
  9. Francisco,

    Venho deixar-te um beijo, cheiro e carinho com amizade de quem admira tuas palavras!

    Viver o sonho em sonho é muito bom! Encarar a realidade é muito melhor, pois temos a cada novo amanhecer a oportunidade de fazer tudo como sonhamos. É lamentável quando a pessoa que sai do sonho fica olhando com tanto pesar as portas todas fechadas, enquanto as janelas estão todas abertas!!!

    Um pequeno mimo no ImPerFeita para você, claro!

    ResponderEliminar
  10. Arranjas-me um lugar na Terra dos Sonhos?
    Gostei do que li. Precisamos de sonhar, sonhar muito...para que possamos avançar!
    Beijocas
    Graça

    ResponderEliminar
  11. Tens como toda a gente, o direito a sonhar...
    Mas conheces o significado da palavra utopia, de certo...

    ResponderEliminar

Obrigado pela visita. Este espaço é seu. Use e abuse, mas com respeito, principalmente por quem nos lê. Francisco