Línguas de bacalhau suadas na cataplana.

Aos antigos pescadores do bacalhau nos mares da Terra Nova e da Gronelândia, devemos muitas receitas que foram adaptadas e transportadas até aos nossos dias. Se hoje os poucos barcos da nossa quase extinta frota bacalhoeira vão pró mar abastecidos de todas as espécies de alimentos, tempos houve em que levavam o mínimo, o que implicava fazerem uma alimentação mais limitada ao peixe que pescavam e ainda assim, aproveitavam o que tinha menos valor comercial.

Do bacalhau por exemplo, depois de escalado e salgado, sobravam as línguas, as caras, as espinhas (coluna vertebral) e os sames, a que atribuíram o termo popular "samos" de bacalhau. Dessa prática de aproveitamentos surgiram pratos como a Chora de Bacalhau, o Arroz de Línguas ou de Sames, as Espinhas Cozidas com batatas e grelos, as Caras de Bacalhau fritas e outros pratos que hoje fazem parte do nosso espólio gastronómico.

Todos estes derivados do bacalhau se podem encontrar à venda em algumas mercearias populares das zonas piscatórias ou nas cidades, em casas especializadas na venda de bacalhau.

Inspirado nessas receitas dos antigos pescadores, decidi preparar um jantar diferente. Línguas de Bacalhau suadas, com batata e repolho. Façam-me o favor de provar e depois digam-me qualquer coisa.


Ingredientes:(para 4 pessoas)

1 kg de línguas de bacalhau
4 batatas grandes
1 repolho
4 tomates
6 dentes de alho
1 ramo de salsa
1 malagueta
1/2 copo de vinho branco
1 cálice de aguardente velha
1 cálice de porto branco seco
1 dcl de azeite de oliva
1 ranco de hortelã
noz-moscada
sal
pimenta fresca
colorau



Preparação:

Corte as cebolas em gomos finos, pique um ramo de salsa e corte os dentes de alho e a malagueta em lâminas. Descasque os tomates e corte-os em gomos, limpando-os das grainhas. Faça uma cama com metade destes ingredientes no fundo de uma cataplana ou num tacho de barro que tenha tampa, com um fio generoso de azeite.
Por cima disponha as línguas bem demolhadas e as batatas cortadas em quatro gomos, cobrindo tudo com o que resta dos ingredientes. Polvilhe com sal qb, pimenta fresca, colorau e um pouco de noz-moscada. Regue com mais um pouco de azeite, meio copo de vinho branco e um cálice de aguardente velha, sem qualquer outro liquido.

Feche a cataplana ou tape o tacho e leve ao forno entre 180 e 200 graus (dependendo do forno) por uma hora, agitando-o levemente a cada 15 minutos, para que os ingredientes se misturem.
Passados os 60 minutos, destape, junte o repolho cortado fino em Juliana, o ranco de hortelã e regue com o cálice de porto seco, tape a cataplana e misture tudo, agitando agora suavemente para não desfazer as batatas que já devem estar praticamente cozidas e devolva ao forno por mais 15 minutos. O repolho deve ficar "al dente". Vale a pena provar este prato, pela junção dos sabores dos sólidos com os líquidos, que acabam por evaporar, deixando apenas um aroma delicioso.

Dica: Mantenha o repolho em água até o colocar na cataplana, escorrendo-o bem, mas que esteja húmido. Ajuda na cozedura (suada).

Bom apetite!

Francisco Vieira

20 comentários:

  1. Francisco, boa noite.
    Pode parecer tontice mas nunca me tinha lembrado que o bacalhau tivesse língua... :X
    Parece apetitoso.
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. ah ah ah ah Oh Catsone, tem sim senhor e sao bem apetitosas.

    As coisas que tu aprendes comigo homem! :-)

    Abraco

    ResponderEliminar
  3. Linguas de bacalhau hummmm ser+a mesmo bom?
    ainda vou provar
    Já comi caras agora vou comer as linguas
    Cada vez me apetece mais vir espreitar o Vieira que nos dá belas sugestões de fazer crescer agua na boca
    Um abraço Francisco
    e uma boa noite

    ResponderEliminar
  4. Amigo Luis, garanto-lhe que vai gostar. Depois diga alguma coisa!

    Boa noite e outro abraco para si tambem

    ResponderEliminar
  5. Francisco, podes crer que já aprendi muita coisa nestas voltas que se dá pelos blogs, amigo ;)

    ResponderEliminar
  6. Cat, e eu? Ainda ontem falei nisso num post.
    E esse o principal motivo que me tras por ca, podes crer

    ResponderEliminar
  7. Deixo-te o meu abraço e desejo de um bom fim de semana.

    Norberto

    ResponderEliminar
  8. Obrigado Norberto. Igualmente

    ResponderEliminar
  9. Francisco
    uma bela receita para um almoço de fim de semana.
    Vou experimentar.

    Beijinhos
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  10. Boa noite sonhadora!

    Experimente sim e depois diga de sua justica :-)

    Se ja nao falarmos amanha, bom fim de semana para si e para os seus.

    Beijos

    ResponderEliminar
  11. HUM DEU-ME AGUA NA BOCA, FAZE-LO POR AQUI FICA DIFICIL,POIS O BACALHAU QUE APARECE POR CA NÃO É MUITO VERDADEIRO.( EU TENHO ALGUMA COISA DE PORTUGUESA POIS AMO BACALHAU E OUTRAS COIZITAS) FAZEMOS UM LASANHA DELE QUE FICA LOUCURA! IMAGINE SE FOSSE COM UM VERDADEIRO.
    BOM FIM DE SEMANA.

    ResponderEliminar
  12. Olá Francisco
    Hoje até te esqueceste de aconselhar a qualidade da pinga, mas com tanto que já leva na cozedura...
    Parece que se dispensa o restante.
    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  13. Grande petisco meu amigo, este é um post delicioso.

    ResponderEliminar
  14. Valvesta, seja bem-vinda aqui ao canto. Um bom fim de semana tambem para si.

    Beijo

    ResponderEliminar
  15. Direitinho, bom dia!

    Os pratos de bacalhau sempre com tinto, meu amigo.

    O que vamos usar na "suadela" nao conta porque so lhe vamos sentir os aromas. Nao da para empurrar as linguas. Nao faca o amigo como um colega que eu conheco, que despeja nos tachos metade da dose e a outra metade prova-a :-)

    abracos

    ResponderEliminar
  16. Forte, podes crer :-)

    Bom fim de semana para ti e um abraco

    ResponderEliminar
  17. Olá Francisco

    Que te dizer em relação a mais esta iguaria?

    Bem, primeiro que em relação ao nosso velho amigo, conheço um sem-fim de pratos deliciosos mas não este, que será certamente, se o apresentas, uma delícia.

    Segundo porque são sempre umas iguarias os que nos apresentas, dificultando assim, cada vez mais, a tarefa de os comentar.

    Parabéns por mais esta, que parece ser uma deliciosa surpresa.

    Abraço

    ResponderEliminar
  18. Manel, boa tarde!
    Nada como a fazeres para me dares depois a tua opiniao, que sabes que eu respeito (mesmo que nao te diga) eh eh eh

    Abracos

    ResponderEliminar
  19. Bem...hoje, já fico para jantar!! Isto, deve ser de comer e chorar por mais...Gosto de bacalhau de todas as maneiras, até mesmo só cozido com um ovo e legumes... Cheguei agora do voluntariado e..já comia! Ponho a mesa??
    Beijocas
    Graça

    ResponderEliminar
  20. Boa tarde Graça!

    Ponha entao mais um lugar na mesa. Isto nao tarda esta pronto :-)

    Beijos

    ResponderEliminar

Obrigado pela visita. Este espaço é seu. Use e abuse, mas com respeito, principalmente por quem nos lê. Francisco